Associação Brasileira de Enfermagem

MANIFESTAÇÃO DE REPÚDIO

A Associação Brasileira de Enfermagem, entidade que há 93 anos trabalha incansavelmente em prol da construção e do desenvolvimento ético, científico e artístico da Enfermagem Brasileira, vem a público manifestar seu REPÚDIO à declaração recente do Presidente Jair Bolsonaro de que médicos que não passarem nos exames do Programa Revalida
poderão “ficar trabalhando como enfermeiros, ganhando menos”.
Ao proferir tal fala, o Presidente insinua que a profissão de Enfermagem pode ser exercida por pessoas com baixa qualificação, demonstrando desconhecimento e descaso sobre o significado e a importância dessa categoria profissional que é o sustentáculo dos sistemas de
saúde, no caso brasileiro, do SUS. Ignora e desqualifica o fato de que a prática da enfermagem remonta o nascer da humanidade e que, atualmente, essa prática encontra-se tão fundamentada na ciência quanto
as demais da área da saúde e de outras às quais se referiu como essenciais, em várias ocasiões. Ignora e desqualifica o fato de que a prática da Enfermagem é indispensável para a proteção, promoção e recuperação da saúde, dado que concretiza a ciência e a arte do que há de mais humano na relação entre quem cuida e quem necessita ser cuidado. Desconsidera
ainda que todos nós, em algum momento da vida, necessitamos ser cuidados profissionalmente. Desdiz o que ele próprio ressaltou publicamente acerca da qualidade dos cuidados de enfermagem que recebeu quando necessitou. Mais grave ainda é que, ao desqualificar a profissão de Enfermagem, desqualifica o fazer cotidiano de quase 2 milhões de pessoas, majoritariamente mulheres que, mesmo muitas vezes
trabalhando em condições precárias e recebendo baixos salários, dedicam-se a cuidar dos demais cento e noventa e oito milhões de brasileiros que produzem e reproduzem as condições de existência do país que ele próprio governa, a riqueza nacional. Finalmente, não leva em conta que mesmo que suas declarações tenham afetado negativamente a autoestima da nossa categoria profissional, iremos reerguê-la com a dignidade e a força dos princípios e valores que norteiam nossa profissão e com o que há de
mais humano na nossa prática social – o respeito para com o outro.
Para nós, Enfermeiras e Enfermeiros, respeito é fundamental.
POR ISSO, SR. PRESIDENTE, EXIGIMOS RESPEITO!
Brasília, 11 de agosto de 2019
Associação Brasileira de Enfermagem

 

A ABEn Seção RS entidade que há 69 anos trabalha  em prol da construção e desenvolvimento ético, cientifico , social da enfermagem gaúcha e do cuidado da saúde da população em geral do Rio Grande do Sul, vem a público manifestar seu repudio à declaração recente do Presidente da República , Jair Bolsonaro, de que médicos que não passarem nos exames do Programa Revalida,  poderão  ” ficar trabalhando como enfermeiros, ganhando menos “. 

ABEn Seção RS ratifica a manifestação e repúdio proferida pela ABEn Nacional e pelo COFEN/COREN/RS.

Porto Alegre, 12 de agosto de 2019.

Presidente 

Associação Brasileira de Enfermagem -Seção RS